.
.
.
.
.
.

Fortaleza



Preciso me fortalecer, tanto quanto no físico e intelectualmente, preciso desta força para enfrentar este mundo.


Não sou um ser revogável, seria imparcial minha atitude nula. Acredito no que é justo, tenho pena daqueles que por ignorância se tornam idiotas. Não faço parte desta idéia morta que ilude pobremente a humanidade; cegos escravos se tornam e com suas mãos livres se deixam manipular satisfazendo os desejos que não são seus, desejos que pertencem ao sistema de manipulação. Estão todos hipnotizados pela febre do consumo, pelos valores da vaidade, pelo preconceito do orgulho. Vomito tudo isto; e para lutar contra este inóspito mundo preciso ficar forte buscando conhecimento do que é puro, simples, óbvio e verdadeiro; para isto preciso matar meu ego a cada minuto alongando o músculo inflamado por tudo que me foi imposto. Este mundo cruel e mentiroso, como odeio sua sórdida e maquiavélica arrogância.
Raquel Marra


Silêncio



Estou me sentindo cansada e triste. Um nó aperta minha garganta, minha respiração está curta; somente o suspiro pode encher meu peito.


Vontade de fechar os olhos e mergulhar dentro de mim até encontrar meus braços, nele me envolto de carinho, eles me protegem de tudo aquilo que abomino. Somente eu sei vasculhar meu íntimo, somente eu sei onde minha paz está escondida, somente eu entendo o meu desarrumado e eu gosto dele; nele me reconheço e à medida que vou me organizando, minha paz interior vai surgindo. Para isto preciso de silêncio, somente nele posso escutar meus pensamentos. Não parei, estou apenas repousando. Enfrento mais uma etapa que deve ser entendida e depois vencida, trata-a com muito respeito pois amo tudo que está dentro de mim. Me emociona meus sentimentos por mais absurdo que pareçam para os outros, eles são meus, são puros e verdadeiros; amo-os profundamente, amo me conhecer, amo aceitar meus defeitos, amo entender meus limites, amo a ideia de mudar para melhor, amo crescer, amo amadurecer, amo evoluir. Somente entrei novamente em meu casulo, agora preciso ficar aqui quietinha comigo mesma. Psiu... Preciso de silêncio, somente isto.
Raquel Marra


Assombração versus Sombras


Assombração são pavores causados por algo inexplicável, por uma razão desconhecida. São os traumas que devem ser tratados para que sejam curados, elas não fazem parte da nossa essência, são intrusas doentes que aparecem para espalhar seu terror.
As sombras são inerentes ao ser, podem ser representadas como: nossas limitações ou até mesmo passados superados que deixam marcas, como as pegadas do "Tiranossaruro Rex" encravadas no "Planeta Terra" fazendo parte da evolução. Quando falo do que faz parte da essência humana digo que tristeza e alegria andam juntas, estes são sentimentos que provam nossa interação com o mundo, é natural viver o amor, é natural viver a dor. Agora, o tamanho da tempestade que fazemos em um “copo de água” depende de como você encara o problema, as limitações e os obstáculos. E' de livre escolha a maneira de encarar os fatos eles podem se transformar em monstros que, para tentar não enxergar tapamos os olhos com os dedos entre abertos, ou podemos aprender a conviver com eles não culpando-os por todos os fracassos em nossa vida, eles são inocentes fazem parte de todo equilíbrio, e’ o extremos de um dos pontos, e’ a ponta de um dos lados. As sombras que falo moram no interior da nossa consciência, por isso mergulhar dentro de si mesmo e’ essencial. Estamos neste mundo em busca de equilíbrio do arbítrio da “Lei Natural de Todas as Coisas”. Precisamos reconhecer tudo que faz parte do principio, do que e’ primitivo. Criados cada um na sua ordem formaram então uma sequencia que saiu de sintonia. O homem destruiu o sistema de sincronia da “Lei Natural de Todas as coisas” por não saber usar o poder do livre arbítrio. Bem, esta e’ uma questão que deixarei para opinar depois em outra ocasiao. Existe uma frase que gosto muito: “Deus criou o universo e todas as criaturas nele contidas como incontáveis espelhos em que pudesse refletir toda a sua gloria”. Somos a sombra de Deus, Ele e’ a luz que nos ilumina.
A nossa busca vive em torno do encontro da sintonia perdida na onda agitada pelo mar da existência da “Vida”. Deus e’ a “Lei Natural de Todas as Coisas”.
Raquel Marra



Sombras



Meu espírito é leve me traz paz, serenidade, compaixão, amor fraternal. Uma luz branca invade meu ser irradiando o que há de puro e belo, apagando o escuro, iluminando minha paz interior; bom me sentir assim.


Aprendi que não devo tentar esquecer o obscuro, ele também faz parte da formação do meu ser; em minha essência contém dor e amor, não se ama sem sentir dor, não se sabe o que é a dor sem ter vivido o amor. A sombra sempre o acompanhará enquanto houver luz para te iluminar. Onde já se viu algo sem sombra? Ela se deixa conhecer, então não ha ignore; viva suas sombras, aprenda a conviver com elas, compreenda-as, são inocentes; ame-as pois fazem parte do seu crescer. Lembre que ela é inerente ao ser, ela persegue o foco indicando onde a luz está direcionada. Sim, ela é privada de luz por causa da presença de um corpo opaco, é escuridão, trevas, um espectro, o seu fantasma; é um defeito, uma mancha, a nódoa. Ela existe e o realce, o maior brilho é você.
Raquel Marra

Agradando o íntimo


Fazer algo para agradar ao seu íntimo não pode ser simplesmente uma vontade impetuosa, algo agitado por um sentimento impulsivo. Agradar ao íntimo é agradar a parte mais interna, o âmago, é nele que existe a essência do fundamento de todas as coisas, então, o íntimo se torna amigo e familiar. Agradar ao íntimo envolve amor, amar é querer bem e o "querer" deve ser de modo bom e conveniente.

Raquel Marra


Caminhos

Ela criou crostas rígidas na sola dos pés para que desse estabilidade a seu alicerce que foi destruído pelos traumas consequentes da vida. Não obstante ao desconforto e peso de uma casca que ela arrastaria por toda sua vida, fez desta proeza do destino cruel, inconsequente e inocente, uma armadura que lhe serviria como escudo para enfrentar a maior batalha de toda sua vida. Enfrentar o mundo cheio de espinhos com seus pés sangrando , ou enfrentar aquele que ela acredita? Em qual deles ela acredita? Será que existem dois mundos?
O destino nos joga na roda da " Lei Natural de Todas as Coisas", você pode cair em qualquer um deles, a decisão é sua, viver no mundo dos espinhos ou viver no das rosas? Lembre que no das rosas existem espinhos. Caindo no mundo dos espinhos, de lá algum proveito tem que se tirar, talvez o conviver com os espinhos.
Raquel Marra
.
.

Nascimento



Meu sentimento é leve, comecei o ano 2011 dentro de um "balão mágico".

Quando se vê tudo por cima o mapa é decifrado. Vamos viver cada momento conscientemente com compreensão e amor pela sutileza das surpresas que o "Senhor Tempo" nos permite viver. Somos o centro de nossas vidas e uma parte do conjunto da vida de tudo o que existe. Deixe fluir com a "Lei Natural das Coisas", sem perder a razão de que: o que é bom para um deve ser bom também para o outro. Não se deixe levar por um sentimento impetuoso, analise bem o que é bom e conveniente para o momento, somos livres para fazermos tudo desde que respeitamos o arbítrio natural da "Lei de Todas as Coisas". "Todas as coisas me são lícitas, porém nem todas me convém", e eu não me deixarei dominar por nenhuma delas.

Neste blog compartilharei pensamentos, vivências e aprendizados. Espero acrescentar algo em suas vidas, e da mesma forma aguardo seus comentários para que através deles venhamos trocar ideias descontraídas. Meus conceitos e valores vem se transformando durante os anos pois estou em constante evolução, nem sei quando vou estar concluída . Acredito que é necessário se permitir viver a dor e o amor para amadurecimento espiritual, é preciso chegar ao extremo de um dos pontos até atingir o equilíbrio, isto faz com que barreiras se rompam e que o ponto volte ao seu eixo. Mergulhar dentro de si é reconhecer de onde você veio e saber para onde está indo.

É isso aí amigos, bem vindos ao meu espaço e sintam-se a vontade.

Beijos, Raquel